A ACESSIBILIDADE NO CAMPUS DE BARRA DO GARÇAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO

Lucas Milhomem Paz, Greyce Bernardes de Mello Rezende

Resumo


Nesta pesquisa, buscou-se analisar as barreiras arquitetônicas existentes no campus Araguaia II da Universidade Federal de Mato Grosso, localizado no município de Barra do Garças, as quais estabelecem limites a pessoas com necessidades especiais (PNE). Foram analisados os principais itens que possam dificultar a utilização dos espaços da referida instituição a partir de pesquisa realizada in loco, bem como por meio de avaliação fundamentada pela NBR 9050/2004, que é específica à acessibilidade às estruturas e ao mobiliário. Para sua constatação, foram realizados levantamentos utilizando o método de divisão por quadra, que totalizaram 13, em que foi analisada cada uma delas, separadamente. Com os resultados encontrados, foi relatado cada item presente no checklist aplicado, atribuindo valores em relação a cada tópico. Analisou-se os estacionamentos, a circulação externa, os acessos ao edifício, a circulação interna do edifício, os banheiros e, por último, o mobiliário do campus. Constatou-se, por meio dos resultados obtidos, que desses seis tópicos verificados, cinco apresentaram resultados predominantemente positivos. No entanto, verificou-se que algumas modificações precisam ser feitas para adequação dos acessos às pessoas com necessidades especiais, legitimando, dessa forma, seus direitos de livre acesso à educação superior, sem que haja qualquer tipo de barreira arquitetônica para restringi-las.


Texto completo:

PDF

Referências


Associação Brasileira de Normas Técnicas NBR 9050: 2004. Acessibilidade de pessoas portadoras de deficiências a edificação, espaço mobiliário e equipamentos urbanos. Rio de janeiro: ABNT, 2004.

IBGE. Censo 2010. Pessoas com Deficiência. Amostra. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2010.

BRASIL. Decreto nº 5.296 de 2 de dezembro de 2004. Disponivel em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/decreto/d5296.htm. Acesso em: 30 mai. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Programa Incluir. Acessibilidade à Educação Superior. Disponível em:

http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17433&Itemid=817. Acesso em: 30 mai. 2014.

MELLO, Greyce Bernardes de; SILVA, Gerani Félix do Nascimento; FILHO, José Cruciano de Araujo Filho. BARREIRAS ARQUITETÔNICAS ÀS PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADES ESPECIAIS: Um estudo de caso na Universidade Federal de Goiás. Especialização em Gestão e Gerenciamento de Obras. Universidade Federal de Goiás, Goiânia: 2007.

SASSAKI, Romeu Kasumi. Como chamar as pessoas que tem deficiência? São Paulo. Adaptado. 2009. Disponível em: http://www.planetaeducacao.com.br/portal/artigo.asp?artigo=1855.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.