A PEGADA HÍDRICA NA ALIMENTAÇÃO DO BRASILEIRO

Michele Salles da Silva, Débora Aparecida da Silva Santos, Waine Teixeira Júnior, Marieli Basso Bolpato, Anderson Assis de Faria

Resumo


Vivemos numa sociedade em que a água é um bem econômico e em risco de escassez mundialmente. A pegada hídrica atua como indicador para a gestão da água, pela extrema importância desse recurso natural para as gerações atuais e futuras. Objetivou-se realizar um cálculo da pegada hídrica das principais refeições diárias do brasileiro, baseado em vários estudos a respeito de pegada hídrica e costumes alimentares nacionais, bem como sua aplicabilidade em principais alimentos consumidos durante o café da manhã, o almoço e o jantar. Esses dados são importantes elementos para a escolha de um estilo de vida mais sustentável.


Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, L; LESSA, A.C. Práticas de alimentação complementar no 2ºsemestre de vida. Interdisciplinar: Revista Eletrônica da UNIVAR, n.6, p.179-184, 2011.

BLEIL, S.I. O padrão alimentar ocidental: considerações sobre a mudança de hábitos no Brasil. Revista Cadernos de Debate do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alimentação da UNICAMP, v.7, p.1-25,1998.

BRAGA, M.M.; PATERNEZ, A.C.A.C. Avaliação do consumo alimentar de professores de uma universidade particular da cidade de São Paulo (SP). Revista Simbio-Logias, v.4, n.6, 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Alimentação e Nutrição. Brasília: Ministério da Saúde. Série A. Normas e Manuais Técnicos. Guia Alimentar para a População Brasileira: Promovendo a Alimentação Saudável, 2005.

CAPRILES, R. Meio Século de Lutas: Uma Visão Histórica da Água - 2013. Disponível em: . Acesso em: [13/10/2015].

CARVALHO, A.L.; MENEZES, R.S.C.; MARTINS, J.C.R. Pegadas de água em agro ecossistemas na região semiárida do Nordeste do Brasil. Anais do XVI Congresso Brasileiro de Meteorologia, 2010. Disponível em: . Acesso em: [13/10/2015].

CORTEZ, A.T.C.; ORTIGOZA, S.A.G. (orgs.).Da produção ao consumo: impactossocioambientais no espaço urbano. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: CulturaAcadêmica, 2009.

GALLI, A.; WIEDMANN, T.; ERCIN, E.; KNOBLAUCH, D.; EWING, B.; GILJUM, S. Integrating Ecological, Carbon and Water footprint into a “Footprint Family” of indicators: Definition and role in tracking human pressure on the planet. EcologicalIndicators, v.16, p.100-112, 2012.

GIACOMIN, G.S.; OHNUMA JR, A.A. Análise de resultados de pegada hídrica por países e produtos específicos. Rev. Elet. em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v.8, n.8, p.1562-1572, set-dez, 2012.

HOEKSTRA, A.Y.; CHAPAGAIN, A.K.; ALDAYA, M.M.; MEKONNEN, M.M.Manual de Avaliação da Pegada Hídrica. Estabelecendo o Padrão Global. Earthscan, 2011. Disponível em: . Acesso em: [12/10/2015].

MENDONÇA, S.C.; ROEWER, S.P.; VIEIRA, A.R.R.; NASCIMENTO, M.V.M. Avaliação dos conhecimentos básicos sobre o estilo de vida e nutrição dos docentes de uma faculdade particular do município de Barra do Garças-MT. Interdisciplinar: Revista UNIVAR, n.13, v.1, p.81-86, 2015.

MERICO, L.F.K. Introdução à economia ecológica. Editora da FURB: Blumenau, 1996.

PALHARES, J.C.P. Pegada Hídrica e a produção de bovinos de corte. 2011. Disponível em: . Acesso em: [14/10/2015].

PEIXOTO FILHO, A.C.; BONDAROVSKY, S.H. Água, bem econômico e de domínio público. R. CEJ, n.12, p.13-16,2000.

PRODUÇÃO ANIMAL: AVICULTURA. n. 53, n. V, 2011. Disponível em:. Acesso em: [13/10/2015].

PROENÇA, R.P.C. Alimentação e globalização: algumas reflexões. Cienc. Cult., v.62, n.4, p.43-47, 2010.

RIBEIRO, N.D.; et al. LONDERO, P.M.G.; CARGNELUTTI FILHO, A.; JOST, E.; POERSCH, N.L.; MALLMANN, C.A.Composição de aminoácidos de cultivares de feijão e aplicações para o melhoramento genético. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.42, p.1393-1399, 2007.

RODRIGUES, M.L.C. Alimentação e nutrição no Brasil: Módulo 10.Brasília: Universidade de Brasília, 2007.

SABINO, T.; BARG, D. De norte a Sul: veja mais de 60 pratos da nossa diversa gastronomia. 2013. Disponível em: Acesso em: [23/10/2015].

SANTOS, E.M.F.; CARDOSO, G.; AMARAL, G.A. Dislipidemia na Adolescência. Interdisciplinar: Revista UNIVAR, n.12, v.2, p.71-77, 2014.

SÃO CARLOS OFICIAL. USP: Pegada Hídrica de cada pessoa de acordo com o seu padrão de consumo. 2011. Disponível em: . Acesso em [14/08/2015].

SEIXAS, V.S.C. Análise da pegada hídrica de um conjunto de produtos agrícolas. [Dissertação]. Programa de Pós-graduação em Engenharia do Ambiente, perfil de Gestão e Sistemas Ambientais da Faculdade de Ciências e Tecnologia. Universidade Nova de Lisboa: Lisboa, 2011.

SILVA,V.P.R.; ALEIXO, D.O.; DANTAS NETO, J.; MARACAJÁ, K.F.B.; ARAÚJO, L.E. Uma medida de sustentabilidade ambiental: Pegada hídrica. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental,v.17, n.1, p.100-105, 2013.

UERJ – Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Declaração de Dublin. 2013. Disponível em Acesso em: [13/10/2015].

WALTER, M.; MARCHEZAN, E.; AVILA, L.A. Arroz: composição e características nutricionais. Ciência Rural. Santa Maria, v.38, n.4, p.1184-1192, 2008.

WATERFOOTPRINT. Disponível em: . Acesso em: [12/10/2015].


Apontamentos

  • Não há apontamentos.