CÂNCER DE MAMA MASCULINO: OS DESAFIOS DO DIAGNÓSTICO

PHABLOO JOSÉ VENÂNCIO DE CAMARGO, CARLA ROBERTA SILVA SOUZA ANTÔNIO, DAIANNE CAMARGOS DA SILVA, ABEL POMPEU DE CAMPOS JÚNIOR, JULIANA WEILER

Resumo


O câncer de mama é definido como um tumor maligno que se desenvolve na mama devido alterações genéticas em algum conjunto de células da mama, havendo divisão descontroladamente e com isso ocorre o crescimento anormal celular, tanto do ducto mamário quanto dos glóbulos mamários. Esse é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres em todo o mundo, mas também é desenvolvido em homens em menor proporção. Sendo que as medidas preventivas, como autoexame das mamas e periodicidade nas consultas médicas, ajudam no diagnóstico precoce para a realização mais eficaz do tratamento. Por haver falta de conhecimento dessa patologia em homens, o diagnóstico é realizado tardiamente e podendo ter consequências irreversíveis; como óbito. Tendo em vista esse questionamento, desenvolvemos uma pesquisa para analisar o conhecimento dos estudantes das Faculdades Unidas do Vale do Araguaia – UNIVAR, sobre o Câncer de mama masculino. Com objetivo de ressaltar a relevância do diagnóstico do câncer de mama do homem, com intuito de esclarecer que a população masculina possui predisposição, bem como fatores que podem desencadear a doença.


Texto completo:

PDF

Referências


ABEC. Elaborando trabalhos científicos. 3 edição. Barra do Garças/MT: ABEC/UNIVAR.P140,2015

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução n.466 de 12 de dezembro de 2012. Disponível em: Acesso em junho de 2016.

CARRAMASCHI, Fabio; PINOTTI, José Aristodemo; RAMOS, Maria Lusia Chirstovão. Tratamento conservador no Câncer de Mama: Das indicações a Reconstrução.1 ed., Rio de Janeiro: Revinter.184p,2002.

GOBETTI, Gustavo de Assis. Câncer de mama: sintomas, tratamentos e causas. Disponível em: . Acessado em: 21 de novembro de 2016.

GUERRA, Maximiliano Ribeiro et al. Risco de câncer no Brasil: tendências e estudos epidemiológicos mais recentes. Ver bras cancerol, v.51, n.3, p.227-34,2005.

HAAS, Patricia; COSTA, Alessandra Bortoluzzi; SOUZA, Alyne Proença de. Epidemiologia do câncer de mama em homens. Revista do Instituto Adolfo Lutz (Impresso), v.68, n.3, p.476-481,2009.

INCA, Instituto Nacional de Câncer José de Alencar Gomes da Silva. Controle do Câncer de Mama: Detecção Precoce. Rio de Janeiro – RJ, 2016. Disponível em: < http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/acoes_programas/site/home/nobrasil/programa_controle_cancer_mama/deteccao_precoce >. Acessado em: 27 de outubro de 2016.

INTITUTO NACIONAL DE CANCER. ABC do câncer: abordagens básicas para o controle do câncer. 2011.

NOGUEIRA, Susy Pascoal; DE MENDONÇA, Juliana Vieira; PASQUALETTE, Henrique Alberto Portella. Câncer de mama em homens. Rev. Bras. Mastologia, v. 24, n.4,2014.

ONCOGUIA, Instituto. Sinais e Sintomas do Câncer de Mama em Homens. Atualizado em 17 de maio de 2013. Disponível em: < http://www.oncoguia.org.br/conteudo/sinais-e-sintomas-do-cancer-de-mama-em-homens/3328/549/>. Acessado em 27 de outubro de 2016.

ONCOGUIA, Instituto. Câncer de mama: o autoexame da mama é importante. Atualizado em 14 de setembro de 2015. Disponível em: . Acessado em: 27/10/2016.

RIESGO, Itamar S. et al. Câncer de mama em homem: relato de caso e revisão da literatura Ver. AMRIGS, v.53, n.2, p. 198-201, 2009.

SANTOS, Viviane Euzébio Pereira; VIANA, Dirce Laplaca. Fundamentos e práticas para estagio em enfermagem.Yendis,2008

SILVA, Leonardo Leiria de Moura; TOSCANI, Nadima Vieira; GRAUDNZ, Marcia Silveiria. Câncer de mama masculino: uma doença diferente. Rev. bras. mastologia, v.18,n.4,p.166-170,2008.

SPENCER, Alexander P. Anatomia humana básica. In: Anatomia humana básica. Manole,1991.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.