A IMPORTÂNCIA DA GINÁSTICA LABORAL NA PROMOÇÃO DE SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA DOS TRABALHADORES NO MUNICÍPIO DE BOM JARDIM DE GOIÁS – GO

MARIA HENRIQUETTA ARRUDA DE ARAUJO, NASCIANE CORRÊA DEVOTTE, ANA CARLA SANTANA DE CASTRO

Resumo


Esta pesquisa tem como objetivo avaliar os benefícios e mudanças ocorridas após um programa de GL, nos funcionários de um NASF e ESF de Bom Jardim de Goiás - GO. Para a coleta de dados, foi aplicado um questionário antes e outro após a última sessão de GL. Utilizou-se ainda um mapa de topografia da dor, visando verificar as regiões mais afetadas afim de comparar com as mudanças apresentadas após a intervenção. Foi observado que a região cervical obteve maior incidência em relação as outras, havendo diminuição da dor após os exercícios realizados. Constatou-se que os resultados foram significativos, verificando que a GL contribui para a redução das dores musculares, melhora da qualidade de vida no ambiente de trabalho, além de auxiliar na prevenção de LER e DORT.


Texto completo:

PDF

Referências


ABERGO, Associação Brasileira de Ergonomia. O que é ergonomia. Disponível em: http://www.abergo.org.br/ Acesso em: 04/2016.

BELO, Maria Nerita de L. S. A importância da fisioterapia preventiva para os operadores de telemarketing. Monografia (Conclusão de Curso de Fisioterapia). Universidade Veiga de Almeida, Rio de Janeiro, 2008.

CARVALHO, Catharina Manganelli Coimbra de; MORENO, Claudia Roberta de Castro. Efeitos de um programa de ginástica laboral na saúde de mineradores. Cad. saúde colet.,(Rio J.), v. 15, n. 1, 2007.

CASAGRANDE, Cynthia Mara Zilli. Aplicação da cinesioterapia ginástica laboral nas retrações musculares do trabalhador sedentário. Dissertação (Mestrado Profi ssionalizante em Engenharia) – Escola de Engenharia - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004.

DUARTE, Suyanne Alves; et.al. A prevalência de dor em funcionários do setor administrativo e uma empresa de transporte rodoviários através da aplicação do questionário bipolar de Deliberato. Interdisciplinar: Revista Eletrônica da Univar (2013) n.º9 Vol – 1 p. 113 – 118.

FUGIMOTO, Heyla Medeiros Gualberto; AVELAR, Solange Andrade. Influência da ginástica laboral na minimização do estresse. Revista Enfermagem Integrada – Ipatinga: Unileste, v.5, n.2 - Nov./Dez. 2012.

GOMES, Hyvnna Ribeiro et al. Percepção de praticantes de ginástica laboral sobre parâmetros de saúde geral e relacionada ao trabalho. Ceará, 2012.

LANCMAN et al. Estudo do trabalho e do trabalhar no Núcleo de Apoio à Saúde da Família. Rev. Saúde Pública [online].v.47, n.5, pp. 968-975, 2013.

LIDA, Itiro. Ergonomia: projeto e produção. 2ª edição rev. e ampl. – São Paulo: Blucher, 2005.

LIMA, Deise Guadelupe de Fontoura. Ginástica laboral: metodologia de implantação de programas com abordagem ergonômica. Jundiaí-SP: Sextante, 2004.

MAGNAGO, Tânia Solange Bosi de Souza. et al. Distúrbios musculo-esqueléticos em trabalhadores de enfermagem: associação com condições de trabalho. Rev Bras Enferm, Brasília, v. 60, n.6, p.701-5, nov-dez. 2007.

MARQUES, Amanda. et al. A Ergonomia como um Fator Determinante no Bom Andamento da Produção: um Estudo de Caso. Revista Anagrama: Revista Científica Interdisciplinar de Graduação, v. 4, n. 1, p. 1-14, 2010.

MENDES, Ricardo Alves; LEITE, Neiva. Ginástica Laboral: Princípios e Aplicações Práticas. Barueri, SP: Manole, 2004.

OLIVEIRA João Ricardo Gabriel. A prática da ginástica laboral. 3ª ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2006.

POLETTO, Sandra Salete. Avaliação e implantação de programas de ginástica laboral, implicações metodológicas. Porto Alegre, 2002.

RIMOLI, B. C. Ginástica laboral: uma aliada na melhoria da vida dos bancários dentro e fora do trabalho. 2006. 55f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Educação Física) – Faculdades Integradas Fafibe de Bebedouro, São Paulo, 2006.

SALIBIAN, Juliane. Ginástica Laboral: resultados e benefícios de um programa para educadores e servidores dos centros municipais de educação Infantil (CMEI’s) de Curitiba. Monografia apresentada como requisito parcial para a conclusão do Curso de Pós Graduação Lato-Sensu, Especialização em Educação Física, do Departamento de Educação Física, Setor de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Paraná, 2005.

SAMPAIO, Adelar Aparecido; OLIVEIRA, João Ricardo Gabriel. A ginástica laboral na promoção da saúde e melhoria da qualidade de vida no trabalho. Caderno de Educação Física, v. 7, n. 13, p. 71-79, 2008.

SANTOS, Andréia Fuentes dos et al. Benefícios da ginástica laboral na prevenção dos distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho. Arq. ciências saúde UNIPAR, v. 11, n. 2, p. 107-113, 2007.

SILVA, Kleyson Santa Brígida; BASTOS, Talita Tavares. Aplicação da Ginástica Laboral com o propósito do bem-estar no ambiente de trabalho. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Fisioterapia). Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da Universidade da Amazônia, Belém-Pará, 2009.

SOTOMAIOR, Fabiano Copolillo. A Topografia da Dor em funcionários praticantes de Ginastica Laboral em uma empresa. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Educação Física). Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde, Curitiba, 2006.

VERONESI JÚNIOR, José Ronaldo. Fisioterapia do trabalho: cuidando da saúde funcional do trabalhador. São Paulo: Andreoli, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.