DIFICULDADES ENFRENTADAS PELA ENFERMAGEM EM RELAÇÃO À PESSOA COM SÍNDROME DE DOWN

CARLA ROBERTA SILVA SOUZA ANTONIO, CINTHYA CRISTINA DE OLIVEIRA CANUTO DOS REIS, JACQUELINE HARIANE ALMEIDA AGUIAR

Resumo


A chegada de uma criança com deficiência em uma família pode gerar situações complexas. Com o objetivo de evidenciar as dificuldades enfrentadas pelos profissionais de saúde e pela família do portador de Síndrome de Down em lidar com essa anomalia, foi realizada uma pesquisa de caráter descritivo realizada à partir de levantamento de dados. Os campos de estudo foram Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e Centro de Atendimento Educacional Especializado. O trabalho de campo se desenvolveu no mês de outubro de 2016. Somente 61,53% dos convidados aceitaram responder o questionário. Os resultados mostraram que o preconceito e o medo são considerados os maiores obstáculos a serem superados. Estes dados indicam que os profissionais responsáveis pela notícia devem estar preparados para que esse momento não seja tão traumático e a família tenha maiores chances de superar essa fase, contribuindo assim para o desenvolvimento do portador.


Texto completo:

PDF

Referências


ABEC – FACULDADES UNIDAS DO VALE DO ARAGUAIA. Elaborando Trabalhos Científicos – Normas para apresentação e elaboração/Univar - Faculdades Unidas do Vale do Araguaia. Barra do Garças (MT): Editora ABEC, 2015.

BOFF, Josete; CAREGNATO, Rita. História Oral de Mulheres com Filhos Portadores de Síndrome de Down, Guaporé (RS), 2008.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução Nº 466, de 12 de Dezembro de 2012. Brasília: Ministério da Saúde; 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretária de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Diretrizes de Atenção à Pessoa com Síndrome de Down. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2013.

BRASIL. Cidadania e Justiça. PORTAL BRASIL. Profissionais Serão Qualificados para Atendimento de Pessoas com Síndrome de Down. Disponível em: . Acesso em junho de 2016.

CORREA, Marilena; GUILAM, Maria Cristina. O Discurso do Risco e o Aconselhamento Genético Pré-Natal, Caderno de Saúde Pública, v.22, p.2142, Rio de Janeiro (RJ), 2006.

CUNHA, Aldine; et.al. Impacto da Notícia da Síndrome de Down para os pais: História de vida, Rev. Ciência e Saúde Coletiva, v.15, Rio de Janeiro (RJ), 2007. Disponível em: . Acesso em 18 de junho de 2016.

KORTCHMAR, Estela. A Vivência da Mulher com um Filho com Síndrome de Down em Idade Escolar: Uma Abordagem da Fenomenologia Social, Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, 86p. Pão Paulo (SP), 2011.

MARCHI, Marina. Alimentando Pacientes com Síndrome de Dowm e Cardiopatia Congênita Associada. Curso de Especialização em Motricidade Oral Enfoque em Disfagia Neonatal e em Lactentes – CEMOEDNL. 64p. Campinas, Stimulu Sense Fonoaudiologia Ltda, 2006.

MARTINS, Darci; POLAK, Ymiracy. Cuidando do Portador de Síndrome de Down e seu Significante, Revista Ciência, Cuidado e Saúde, Maringá, v.1, n.1, p. 111 – 115, set, 2010.

MATTOS, Sócrates; et. al. Síndrome de Down: Avanços e Perspectivas, Revista Saúde.com, p.77-86, Ilhéus (BA), 2007.

MICHELETTO, Marcos; et. al. Adesão ao Tratamento Após Aconselhamento Genético na Síndrome de Down, Revista Psicologia em Estudo, p.491-500, Maringá (PR), 2009.

MURAHOVSCHI, Jaime. Pediatria: Diagnóstico + Tratamento, 6 ed. São Paulo: Sarvier, 2003. 252p.

NAKADONARI, Elaine; SOARES, Andréia. Síndrome de Down: Considerações Gerais sobre a Influência da Idade Materna Avançada, Maringá (PR), Arq. Mudi, 2006.

NUNES, Francisca; et. al. O Papel da Família na Interação de Crianças Portadoras de Síndrome de Down no Meio Social, São Paulo (SP), 2013.

RAMOS, Acaciane; et. al. A Convivência da Família com o Portador da Síndrome de Down à Luz da Teoria Humanística, Revista Brasileira de Enfermagem, Rio de Janeir (RJ), 2006.

SCHAEFER, Aline; et. al. Auto - percepção de um Portador de Síndrome de Down sobre Relacionamento Amoroso, Interdisciplinar: Revista Eletrônica da Univar (2011) nº. 6 p. 207 - 212.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.